28 novembro 2006

Houve perú, stuffing, cramberries sauce , gravy, mashed potatoes, pumpkin pie, apple pie.
E água. Muuuuuuuuita água!!!!

21 novembro 2006

Devo ter nascido num dia de indecisão.Sempre fui indecisa.
Indecisa por gostar de demasiadas coisas. Indecisa por ter várias e intensas paixões.Por nunca preferir uma acima das outras. Por querer todas de forma igual.
O primeiro "drama" surgiu na escolha de um curso, a segunda de uma profissão, de uma forma de vida, ....Com a escolha de uma profissão, uma paixão sobressaiu de forma não pretendida, inevitável. As outras continuam. E numa tentativa de lhes dar tempo de antena desdobro-me em actividades extras procurando abraçar todas elas. E desta forma vivi a fotografia e vivi o canto. Agora vivo estas:
aula de desenho : The Art Student League NY
E esta ultima que sempre quiz experimentar e que finalmente uma amiga me convenceu :

aula de dança moderna : Dance New Amsterdam


o que é uma cidade? ny 11-11-06




10 novembro 2006

8.15 a.m. Ntrain

chamem-lhes burros...

Eu não sei se lhes hei-de chamar burros ou inteligentes, mas o que é certo é que, aqui, toda a gente é abordada á partida (ainda que de uma forma indirecta) como atrasada mental.
O primeiro dia de trabalho foi elucidativo nesse aspecto: todos os desenhos do projecto a apresentar tinham mais letras que linhas. A sufocante legendagem descrevia todos os pormenores do projecto por mais que estivessem desenhados e detalhados ... "esta linha a tracejado representa o tecto em cima.." esta linha representa isto e aquilo.. " enfim...uma autêntica confusão, a que não estava mínimamente habituada. Neste caso um mal necessário pensei.... adiante...
O segundo momento de constatação foi quando me dirigi a uma W.C. pública e ao lado do espelho da casa de banho aparecia um cartaz com o seguinte aviso (traduzindo): "Todos os empregados são obrigados a lavar as mãos depois de utilizarem o W.C. " Isto avisa-se?? pensei...É preciso dizer??
A partir daí com os olhos mais abertos reparei que, tudo, mas mesmo tudo tem indicações e legendas. Desde os locais por onde andamos, como os produtos que consumimos, passando pela forma como se apresenta um trabalho..um projecto. Tal e qual como se vivessemos num mundo de crianças.. "Abra a tampa por aqui." "Beba o sumo por acolá." "Enfie isto num sei onde"...Enfim.... uma paranóia.
Eu sei que se trata de por as coisas bem claras para o tão em voga "processo" não seja imposto a qualquer um de qualquer maneira, mas não deixo de sorrir quando abro uma lata de atum assim:

01 novembro 2006

Um mundo de surdos-mudos..
Vive-se em Nova Iorque entre surdos-mudos munidos de auscultadores.
Em plena hora de ponta, no coracao da cidade, num metro lotado de gente, chega-se por vezes, de uma forma inacreditavel, ao puro silencio.
Olho ao meu redor. Ninguem fala. Toda a gente escuta.
Munidos com os seus hi-pods cada qual ouve e vive o seu mundo.

Chego ao trabalho... ligo o pc e coloco os meus. Radio universitaria em pleno escritorio frenetico americano. E estou no meu mundo.