30 janeiro 2007

Pois bem... faz hoje um ano que me iniciei nestas andanças.
um ano civil= 365 ou 366 dias
um ano astronómico ou trópico =365,2422 días.

Podiam ser 500, 1000...nunca percebi muito bem porquê 365....mas por hoje tudo bem , deixemos as divagações de lado...
Um ano. 4 estações. 40 graus de uma humidade insuportável no pico do verão.
13 graus negativos de um vento de norte a cortar as orelhas no pico do inverno.
3 idas a Portugal. 3 viagens de avião.
3 moradas diferentes em NY. Broolkyn. Manhantan e Queens.
Entre amigos. No meio de 2 americanas. No aconchego do agora nosso lar.
2 empregos diferentes. Muitas inchas e alguns feet.
Muitos casings e muitos moldings.
Alguns hamburgers. Muitos bagels.
Italianos. Chineses. Árabes. Indianos. Gregos. Coreanos. Japoneses. Brasileiros.
E alguns americanos.
Subway uptown. Downtown. A tranquilidade da East Village. A familiaridade de Astoria.
A multidão em times square.
Um concerto ao luar entre amigos no Central Park.
A magia do Natal nas avenidas da cidade.
Arte. Musica. Gente. Convivio.
A praia de Long Island ás 6 da manha.
Um ramo de rosas em plena Wall street..
....................................

já passou um ano?

26 janeiro 2007

Dia mais frio do ano e resolvo vir de saia pro trabalho...
Enfim.......Gaija sofre.
Nao sei onde tava com a cabeca hoje de manha..

20 janeiro 2007

to see : http://www.pedroguimaraes.net

leslie

Trabalhou comigo uns tempos uma americana de gema (nascida em Nova Iorque) (não há muitos), pintora, praticante de ioga e melhor de tudo: com remotas origens portuguesas, mais precisamente da Ilha das Flores, Açores. A empatia gerou-se e o facto de termos algo em comum, (origens mais ou menos recentes no belo país a´beira mar plantado) desencadeou umas saidas conjuntas e uma crescente curiosidade por parte desta em descobrir o seu passado.
A americana foi despedida. E na mesma semana descobriu que daí a uns meses haveria um workshop ( tipo retiro para artistas tresloucados em busca do seu " inner circle") nos ........ Açores. Na ......Ilha das Flores. Alguem falou em estranhas coincidências??
O entusiasmo foi tanto que julgo que a moça até saiu da empresa de sorriso nos lábios, em vez de cabisbaixa como seria normal... Mas enfim..Ela lá foi. Por lá andou uns meses. E para cá voltou.
Hoje ligou-me. Falou comigo em português ( como e´que alguém aprende português nos Açores é um mistério para mim... eu própria tenho alguma dificuldade em percebê-los...) , diz que adorou,e que sente saudades sobretudo do silêncio. Não tinha rádio , nem televisão. E está a achar difíci agora voltar ao ruido de Nova Iorque.....
Impressionante.....

rotina

11 janeiro 2007

mechanical plans

....e eis que de repente, na salganhada de um levantamento entre muitos "ducts" e alguns "pipes" surge um...............................teddy!

Pronto...o bom tempo já era. O frio finalmente veio e hoje juro que vi (e não fui a única) alguns flocos de neve. Gostava de perceber o andamento destas aqui para prever os proximos dias...

09 janeiro 2007

parabéns ao mano espanhol!!!!!!!!!!!!!!!!!!! : )

06 janeiro 2007

Em ny!

Ja' de volta a' outra terrinha..a esta que tb ja' e' minha. Pelo menos um bocadito.
Em Nova Iorque, em Janeiro ando de t-shirt pela rua. Sem frio. Em casa, na cama, puxo para tras o lencol com tanto calor.. Ha' uma semana , a esta hora em Portugal, sai'a de frente da lareira da sala a correr embrulhada no meu roupao em direccao a' cozinha para encher de agua quente o meu saquinho de borracha que me aquecia a cama..Impossivel...Ou antes, impressionante! O mundo ta louco. E' de doidos. Algumas cerejeiras em Brooklyn ja' comecaram a dar flor segundo vinha noticiado num jornal local.. estaremos no's aqui a entrar na primavera?